O DESAFIO É MANTER A NOSSA IGREJA VIVA

 

Por tudo isso acima exposto, nós, Câmara Episcopal da IEAB, entendemos que devemos manter, até o dia 31 de julho, essa mesma dinâmica de unidade provincial, através da oração, da vida pastoral e espiritual, da formação cristã e cidadã, usando toda a nossa criatividade para encontrar formas alternativas de sustento e manutenção, bem como da vida litúrgica e sacramental da Igreja. O desafio é manter nossa igreja viva, sem atividades presencias, mesmo que sejam visitações aos templos, celebrações tipo “drive in” o qualquer iniciativa desse tipo, que, quando entendamos que seja possível realizar terão também seus respectivos protocolos.

Baixar a carta pdf